MEGA 94


805332-camila-cabello-new

Atualmente em fase de conclusão de seu segundo álbum de estúdio, Camila Cabello voltou a refletir sobre sua luta com um dos problemas mais recorrentes da atualidade: a ansiedade.

Em várias publicações em suas redes sociais, a cantora voltou a falar sobre o assunto e mostrou o quanto isso a mudou como pessoa.

As publicações ainda oferecem uma mensagem de encorajamento para quem possa estar sofrendo com o mesmo problema que Camila Cabello.

Confira a tradução completa da mensagem:

“Eu lembro de crescer ouvindo histórias de cantores que eu amava, todas as histórias pareciam iguais, crianças que cresciam se apresentando para suas famílias, fazendo shows de talentos para seus pais quando eram pequenos para crescerem e serem deslumbrantes para mim.

Eu era o oposto, eu nunca cantei na frente dos meus pais ou amigos e ficava afobada quando eles me pediam para cantar, eu cantava no meu quarto quando meus pais saíram pro supermercado e chorei quando um dia eu os vi me filmando por entre a brecha da porta, eu ficava com os olhos marejados quando cantavam pra mim Parabéns Pra Você porque pessoas olhando pra mim me deixavam sobrecarregada. Geralmente eu era incrivelmente nervosa e socialmente ansiosa quando eu era pequena; e as pessoas têm esse olhar de descrença quando eu conto isso a elas.

Eu fiz uma entrevista no outro dia quando isso aconteceu de novo, o entrevistador disse algo do tipo ‘então, como você chegou até aqui?’ A resposta é, eu acho que em toda minha vida há duas Camilas em mim. Tem a pequena Camila que é amedrontada com o desconhecido, está ciente de todas as formas que as coisas podem dar errado, (na verdade pode visualizá-las de forma bem vívida rs), e acha que é mais seguro ficar em casa do que ir jogar bola. Então há a outra Camila. E ela sabe o que ela quer da vida, está ciente do pouco tempo que tenho para deixar a pequena Camila comandar o show enquanto o tempo passa, e pega a minha versão jovem pela mão e a força pra fora da porta dizendo ‘Vamos, você vai sobreviver, e eu não vou perder isso. Vamos.’

E é literalmente dessa forma que eu posso resumir como eu cheguei nesse momento em minha vida. (eu estou falando como pessoa, não sucesso) Lembro de me sentir desencorajada quando eu sentia que algumas pessoas simplesmente “nasceram” para fazer coisas. Que elas sempre tiveram isso nelas. ‘Elas sempre foram extrovertidas assim, sempre amaram entreter, sempre foram corajosas assim, sempre foram sinceras assim.’

A verdade é que você decide quem você vai ser. Todo dia, eu não estou falando de talento ou sucesso. Eu só quero dizer do tipo de pessoa que você vai ser. Se você não tem sido muito corajosa, ou muito social, ou selvagem, ou em busca de aventura, se você se descreve como o oposto dessas coisas… não quer dizer que você não pode ser.

O seu outro você precisa pegar o o pequeno você pela mão, balançar você pelos cabelos e dizer pra você, ‘Vamos.’ A minha eu pequena não foi embora. Eu só não deixo ela mandar em mim tanto. Eu quis compartilhar isso porque às vezes nós vemos outras pessoas fazerem coisas e pensamos ‘Ah, bem… isso não é pra mim. Eu nunca fui desse jeito.’ Isso NÃO É VERDADE. Estou te dizendo. Eu fui de nunca querer cantar na frente de minha família para ser viciada em me apresentar, de ser muito ansiosa para sair com novas pessoas para… ainda ser um pouco ansiosa mas me divertindo MUITO e criando memórias insubstituíveis.

A minha essência é a mesma, mas eu mudei muito como pessoa. Você escolhe quem você vai ser. Force você mesmo a fazer aquilo que você tem medo, sempre – e vá atrás do que você quer e quem você quer ser, porque você merece isso. Você merece a luta. A luta que mais vale a pena. Amo vocês.”



Fonte: Postado em: 22-07-2019


805332-camila-cabello-new

Atualmente em fase de conclusão de seu segundo álbum de estúdio, Camila Cabello voltou a refletir sobre sua luta com um dos problemas mais recorrentes da atualidade: a ansiedade.

Em várias publicações em suas redes sociais, a cantora voltou a falar sobre o assunto e mostrou o quanto isso a mudou como pessoa.

As publicações ainda oferecem uma mensagem de encorajamento para quem possa estar sofrendo com o mesmo problema que Camila Cabello.

Confira a tradução completa da mensagem:

“Eu lembro de crescer ouvindo histórias de cantores que eu amava, todas as histórias pareciam iguais, crianças que cresciam se apresentando para suas famílias, fazendo shows de talentos para seus pais quando eram pequenos para crescerem e serem deslumbrantes para mim.

Eu era o oposto, eu nunca cantei na frente dos meus pais ou amigos e ficava afobada quando eles me pediam para cantar, eu cantava no meu quarto quando meus pais saíram pro supermercado e chorei quando um dia eu os vi me filmando por entre a brecha da porta, eu ficava com os olhos marejados quando cantavam pra mim Parabéns Pra Você porque pessoas olhando pra mim me deixavam sobrecarregada. Geralmente eu era incrivelmente nervosa e socialmente ansiosa quando eu era pequena; e as pessoas têm esse olhar de descrença quando eu conto isso a elas.

Eu fiz uma entrevista no outro dia quando isso aconteceu de novo, o entrevistador disse algo do tipo ‘então, como você chegou até aqui?’ A resposta é, eu acho que em toda minha vida há duas Camilas em mim. Tem a pequena Camila que é amedrontada com o desconhecido, está ciente de todas as formas que as coisas podem dar errado, (na verdade pode visualizá-las de forma bem vívida rs), e acha que é mais seguro ficar em casa do que ir jogar bola. Então há a outra Camila. E ela sabe o que ela quer da vida, está ciente do pouco tempo que tenho para deixar a pequena Camila comandar o show enquanto o tempo passa, e pega a minha versão jovem pela mão e a força pra fora da porta dizendo ‘Vamos, você vai sobreviver, e eu não vou perder isso. Vamos.’

E é literalmente dessa forma que eu posso resumir como eu cheguei nesse momento em minha vida. (eu estou falando como pessoa, não sucesso) Lembro de me sentir desencorajada quando eu sentia que algumas pessoas simplesmente “nasceram” para fazer coisas. Que elas sempre tiveram isso nelas. ‘Elas sempre foram extrovertidas assim, sempre amaram entreter, sempre foram corajosas assim, sempre foram sinceras assim.’

A verdade é que você decide quem você vai ser. Todo dia, eu não estou falando de talento ou sucesso. Eu só quero dizer do tipo de pessoa que você vai ser. Se você não tem sido muito corajosa, ou muito social, ou selvagem, ou em busca de aventura, se você se descreve como o oposto dessas coisas… não quer dizer que você não pode ser.

O seu outro você precisa pegar o o pequeno você pela mão, balançar você pelos cabelos e dizer pra você, ‘Vamos.’ A minha eu pequena não foi embora. Eu só não deixo ela mandar em mim tanto. Eu quis compartilhar isso porque às vezes nós vemos outras pessoas fazerem coisas e pensamos ‘Ah, bem… isso não é pra mim. Eu nunca fui desse jeito.’ Isso NÃO É VERDADE. Estou te dizendo. Eu fui de nunca querer cantar na frente de minha família para ser viciada em me apresentar, de ser muito ansiosa para sair com novas pessoas para… ainda ser um pouco ansiosa mas me divertindo MUITO e criando memórias insubstituíveis.

A minha essência é a mesma, mas eu mudei muito como pessoa. Você escolhe quem você vai ser. Force você mesmo a fazer aquilo que você tem medo, sempre – e vá atrás do que você quer e quem você quer ser, porque você merece isso. Você merece a luta. A luta que mais vale a pena. Amo vocês.”



Fonte: Postado em: 22-07-2019
MEGA POINT
Av. Afonso Pena 5154
Campo Grande MS
Whatsapp - 99143-9494

3042-9494
Mega94 (c)- Todos os direitos reservados.