MEGA 94


Captura-de-Tela-2020-01-02-às-09.17.41

Katy Perry é a capa de janeiro da Vogue Índia. A revista divulgou nesta quinta-feira (2) as fotos do ensaio da matéria e a entrevista com a cantora de “Harleys In Hawaii”.

Para a publicação, Perry teve uma conversa franca e se abriu para temas, por exemplo, como um momento difícil e depressão. Além disso, ela também falou sobre as mudanças climáticas e responsabilidade sobre de influenciar seus fãs.

“Fiz terapia, passei pelo Processo Hoffman, fiz medicina natural… E tenho um parceiro que também busca encontrar um equilíbrio – Orlando, que está em sua própria jornada espiritual. Ele é uma âncora que me segura e é muito real. Ele não é o fã número um de Katy Perry, mas é o fã número um de Katheryn Hudson”

Em 2017 e 2018, Katy disse ter sido um momento difícil em sua vida:

“Fiquei deprimida e não queria sair da cama. No passado, eu era capaz de superar, mas desta vez aconteceu algo que me fez cair muitos lances de escada. Eu realmente tive que fazer uma jornada de saúde mental”.

Ela também apontou que a gente acaba por deixar saúde mental e nosso cérebro de lado das conversas, enquanto focamos na saúde de todos nossos outros órgãos:

“Falamos sobre todos os nossos diferentes órgãos, mas nunca falamos sobre o cérebro, o que nos mantém funcionando mais”.

Como uma pessoa famosa, ela influencia toda uma base de fãs. Por isso, ela já se atentou à responsabilidade desta função e plataforma:

“Se você tem um grande holofote e está compartilhando isso para o bem, vai ser ótimo para todo mundo. Com 35 anos, eu já atingi vários objetivos da minha lista e agora estou sendo desafiada para novos sonhos”

E sobre sua carreira, ela confessa que por estar há tanto tempo na mídia, já errou algumas vezes e todo mundo acabou vendo. Mas, nem por isso ela vai deixar de viver sua vida (mesmo que todos estejam observando tudo).

“Sou uma pessoa pública há 12 anos e cometi muitos erros. Sou humana e ainda quero tentar. Eu não quero ser derrotada ou me tornar uma reclusa. Eu quero viver a vida e fazer isso significa que você pode ocasionalmente tropeçar, mas não é sobre como você cai – é sobre como você se levanta”

Ela também disse que pretende se envolver mais com causas ambientais e quer influenciar pessoas a também fazer isso:

“Eu quero me envolver com empresas relacionadas a preservação do meio ambiente, eu quero voltar para a escola (psicologia ou filosofia sendo seus cursos preferidos) e eu quero influenciar boas pessoas para concorrer a cargos públicos”.

 



Fonte: Postado em: 03-01-2020


Captura-de-Tela-2020-01-02-às-09.17.41

Katy Perry é a capa de janeiro da Vogue Índia. A revista divulgou nesta quinta-feira (2) as fotos do ensaio da matéria e a entrevista com a cantora de “Harleys In Hawaii”.

Para a publicação, Perry teve uma conversa franca e se abriu para temas, por exemplo, como um momento difícil e depressão. Além disso, ela também falou sobre as mudanças climáticas e responsabilidade sobre de influenciar seus fãs.

“Fiz terapia, passei pelo Processo Hoffman, fiz medicina natural… E tenho um parceiro que também busca encontrar um equilíbrio – Orlando, que está em sua própria jornada espiritual. Ele é uma âncora que me segura e é muito real. Ele não é o fã número um de Katy Perry, mas é o fã número um de Katheryn Hudson”

Em 2017 e 2018, Katy disse ter sido um momento difícil em sua vida:

“Fiquei deprimida e não queria sair da cama. No passado, eu era capaz de superar, mas desta vez aconteceu algo que me fez cair muitos lances de escada. Eu realmente tive que fazer uma jornada de saúde mental”.

Ela também apontou que a gente acaba por deixar saúde mental e nosso cérebro de lado das conversas, enquanto focamos na saúde de todos nossos outros órgãos:

“Falamos sobre todos os nossos diferentes órgãos, mas nunca falamos sobre o cérebro, o que nos mantém funcionando mais”.

Como uma pessoa famosa, ela influencia toda uma base de fãs. Por isso, ela já se atentou à responsabilidade desta função e plataforma:

“Se você tem um grande holofote e está compartilhando isso para o bem, vai ser ótimo para todo mundo. Com 35 anos, eu já atingi vários objetivos da minha lista e agora estou sendo desafiada para novos sonhos”

E sobre sua carreira, ela confessa que por estar há tanto tempo na mídia, já errou algumas vezes e todo mundo acabou vendo. Mas, nem por isso ela vai deixar de viver sua vida (mesmo que todos estejam observando tudo).

“Sou uma pessoa pública há 12 anos e cometi muitos erros. Sou humana e ainda quero tentar. Eu não quero ser derrotada ou me tornar uma reclusa. Eu quero viver a vida e fazer isso significa que você pode ocasionalmente tropeçar, mas não é sobre como você cai – é sobre como você se levanta”

Ela também disse que pretende se envolver mais com causas ambientais e quer influenciar pessoas a também fazer isso:

“Eu quero me envolver com empresas relacionadas a preservação do meio ambiente, eu quero voltar para a escola (psicologia ou filosofia sendo seus cursos preferidos) e eu quero influenciar boas pessoas para concorrer a cargos públicos”.

 



Fonte: Postado em: 03-01-2020
MEGA POINT
Av. Afonso Pena 5154
Campo Grande MS
Whatsapp - 99143-9494

3042-9494
Mega94 (c)- Todos os direitos reservados.